quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Acidente aéreo: Jato cai em Santos, no litoral paulista, e mata Eduardo Campos

fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2014/08/jato-cai-em-santos-no-litoral-paulista-e-mata-eduardo-campos-4574134.html

Assessoria de imprensa do candidato à presidência pelo PSB e ex-governador de Pernambuco confirmou a morte do presidenciável

Atualizada em 13/08/2014 | 15h1313/08/2014 | 11h35
Jato cai em Santos, no litoral paulista, e mata Eduardo Campos Ricardo Nogueira/AFP
Além de Campos, outras seis pessoas morreram no acidente Foto: Ricardo Nogueira / AFP
Um jato particular caiu em Santos, no litoral de São Paulo, e atingiu casas por volta das 10h desta quarta-feira. Na aeronave, estava o candidato à presidência da República pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) e ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos que morreu no acidente.

Um assessor do político, um cinegrafista, um fotógrafo e os dois pilotos da aeronave também estavam na aeronave e morreram. A candidata à vice-presidência, Marina Silva, a mulher e o filho do presidenciável não estavam no jato — que pertencia à empresa Af Andrade Empreendimentos e Participações Ltda. Os familiares do político estariam em Recife. Quatro pessoas ainda ficaram feridas no acidente, conforme a prefeitura de Santos.


Integrantes da campanha de Campos se dividiram nesta quarta-feira em duas aeronaves: parte viajou ao Recife e o restante a Santos — e Eduardo Campos estava no jato em direção à cidade paulista. O presidenciável estaria se deslocando para um evento no Guarujá. Na noite de terça-feira, ele concedeu entrevista ao Jornal Nacional.
Foto: Cristiano Mariz, Especial
Ainda de acordo com o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, que decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.
O deputado federal pelo PSB no Rio Grande do Sul Beto Albuquerque recebeu a notícia da morte de Eduardo Campos em um evento na Federasul. Abalado, o parlamentar preferiu não comentar o assunto até o momento. Ele se desloca para São Paulo ainda nesta quarta-feira.
A Aeronáutica informou que já começou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente. Viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, da Polícia Militar e dos bombeiros atenderam ao acidente. O analista de logística ferroviária Tássio Ricardo Cardozo Silva, 25 anos, presenciou o exato momento em que o jato caiu. Eram 10h02min, segundo Tássio, quando a aeronave "caiu de bico".

— Eu trabalho a 300 metros do local e vi o avião caindo a uns 65 graus, de bico. Minha mesa fica de frente para a janela e presenciei a aeronave desabando. Fiquei sem reação, depois caí na real. Teve explosão e muita fumaça. Os socorristas chegaram rápido — disse.
Campos morreu no mesmo dia do falecimento do avô Miguel Arraes. Aos 49 anos, o político deixa a mulher, a economista Renata Campos, e cinco filhos.
Postar um comentário