quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Poema de Final de Ano por Alaércio Flor para Míran

POEMA DE FINAL DE ANO....Final???Que Final?

por Alaércio Flor para Gesumira Pedroza( Míran)

Juno vira uma face para o ano que passou e outro que começa
Por isso que o mês é chamado de Janeiro,herança mitológica
E tudo recomeça novamente, os meses,os dias e semanas
Como se nada de estranho tivesse acontecido conosco...

Porém Juno é terrível,tem ele duas faces no tempo inexorável
As sombras do passado sempre acompanham o Presente
Enquanto que o futuro é tão incerto quanto o amanhã ...
Que trarão novos males como novos bens e surpresas.

Nada de novo há de encontrar-se debaixo deste Sol
Salvo o olhar inquisidor de Juno que a tudo espreita
E tem mais sagacidade que Argos que a tudo vigiava...

Acaba  o ano, e, nada acaba definitivamente para Juno
Aquele ser dos mitos antigos que mora no inconsciente
De Cronos que a todos e tudo devorava sem piedade....
Postar um comentário