sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Os professores resistem, governo pede ilegalidade da greve

Os professores do Estado do Ceará, capital e interior,pararam.Cruzaram os braços e foram às ruas .
O governo do Estado e seus deputados calangros em sua garnde maioria não estão nem ai para a defesa dos intereses dos professores e dos estudantes, que estão ao lado dos docentes.
Ontem, uma grande manifestação dos professores sob comando da APEOC-Sindicato, fizeram uma garnde caminhada em direção à Assembleia Legislativa para dizer que o movimento é para valer :  ou se paga o piso ou a greve continua.
Há  por parte do Governo a intolerancia com o movimento que é legal e legítimo, em pedir à Justiça a ilegalidade do movimento que ultrapassa os 23 dias de paralisação, o que ainda não é uma greve abusiva nem lesiva aos estudantes e à população visto que se reivindica o cumprimento de uma Lei Federal, questionada no STF cuja adin o goavernador do estado perdeu logo de saída, considerada constitucional.O que a categoria já começa a pensar é pedir o impechment do governador Cid Gomes por crime de responsabilidade,mesmo que a Assembleia de joelhos recuse o pedido de seu impedimento.Ilegal é o governador desrespeitar um lei do seu governo e aliados,já sacionada e legítimada pela mais alta corte de justiça ,o Supremo Tribunal Federal.
Postar um comentário