terça-feira, 1 de julho de 2014

Em jogo emocionante, Bélgica vence os Estados Unidos na prorrogação e pega a Argentina

Nas quartas de final
Vitória por 2 a 1 em Salvador teve gols de De Bruyne e Lukaku
por ZH fonte:
Esportes http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/copa-2014/noticia/2014/07/em-jogo-emocionante-belgica-vence-os-estados-unidos-na-prorrogacao-e-pega-a-argentina-4540900.html
01/07/2014 | 19h32



Foto: PEDRO UGARTE / AFP

O goleiro americano Tim Howard bem que tentou. Mas, na prorrogação, a Bélgica venceu os Estados Unidos por 2 a 1 e passou às quartas de final. Os belgas finalizaram mais de 30 vezes contra o gol adversário, mas só conseguiram marcar depois do tempo normal, com De Bruyne e Lukaku. Green fez o gol americano. A Bélgica enfrenta agora a Argentina.

Antes do primeiro minuto de jogo ser completo, Origi assustou os americanos. O atacante belga, que foi escalado no lugar de Lukaku, recebeu de De Bruyne dentro da área e chutou cruzado. Howard defendeu com os pés. Apesar disso, a partida diminuiu em intensidade, com a Bélgica melhor, e os Estados Unidos tentando o contra-ataque.

Aos 20, os americanos conseguiram finalizar pela primeira vez. Dempsey tabelou com Bradley dentro da área, mas chutou fraco. As jogadas de perigo da Bélgica saíam com o meia De Bruyne, que finalizou pelo menos três vezes ao gol no primeiro tempo. Aos 30, o lateral-direito Johnson sentiu a perna e deu lugar a Yedlin, que assumiu as principais jogadas de ataque dos Estados Unidos.

A primeira etapa terminou com maior posse de bola americana (51%), mas somente um chute de Jones que saiu pelo lado direito de Courtois levou perigo aos belgas. Enquanto isso, os Red Devils tentaram nove vezes estufar as redes de Howard. Apagado no jogo, o camisa 10 Hazard finalizou apenas em uma ocasião.

A Bélgica intensificou a pressão no segundo tempo. Logo aos 2 minutos, Alderweireld cruzou da direita e Mertens tocou de cabeça. Howard teve de saltar quase no travessão para não ser encoberto. Aos 8, Vertonghen foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou na frente de De Bruyne e Origi, que não conseguiram tocar.

Aos 10, Alderweireld cruzou novamente da direita e Origi cabeceou no travessão. Os Estados Unidos só chegaram aos 12, quando Zusi chutou cruzado dentro da área, mas Van Buyten cortou no meio do caminho. Dois minutos depois, nova chance belga. Origi cruzou da linha de fundo, pela esquerda, e Mertens tentou de letra. A bola raspou a trave.

A partir daí, só deu Bélgica. Mas havia o goleiro Tim Howard, que operou três milagres. O primeiro aos 26, em novo lance cara a cara com Origi. O segundo aos 30, após Mirallas receber belo passe de Origi e finalizar nas pernas do goleiro. O terceiro aos 34 em chute de Hazard, que ainda desviou no meio do caminho.

Aos 38 e aos 44 o goleiro americano fez mais duas defesas, em finalizações de Origi e Kompany. Mas a melhor chance do tempo normal caiu nos pés de Wondolowski, dos Estados Unidos. Aos 47, Jones escorou para o meia de cabeça. Quase na pequena área, ele chutou torto, por cima do gol.

Na prorrogação, Marc Wilmots trocou Origi por Lukaku na Bélgica. Deu certo. Aos dois minutos, Lukaku trombou no meio-campo e disparou pela direita até a área adversária. Em vez de chutar, tocou para trás. De Bruyne recebeu, limpou dois marcadores e chutou cruzado, no canto direito de Howard.

E o goleiro americano seguiu salvando o time da goleada. Mas, aos 14, Lukaku ampliou após passe de De Bruyne. O camisa 9 recebeu dentro da área e fuzilou de canhota, sem chances para Howard.

Os Estados Unidos ensaiaram uma reação logo a um minuto do segundo tempo da prorrogação. Bradley alçou uma bola açucarada para Green invadir a área e chutar de primeira, sem chances para Courtois. Jones finalizou para fora aos 3 do segundo tempo e, aos 9, foi a vez do goleiro belga Courtois salvar em chute à queima-roupa.

COPA DO MUNDO, OITAVAS DE FINAL, 1º/7/2014

BÉLGICA
Courtois; Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vertonghen; Witsel, Fellaini, Mertens (Mirallas 14'/2ºT), Hazard (Chadli 5'/2ºT PRO) e De Bruyne; Origi (Lukaku PRO)
ESTADOS UNIDOS
Howard; Johnson (Yedlin 30'/1ºT), Besler, Gonzalez e Beasley; Cameron, Jones, Bradley, Zusi (Wondolowski 26'/2ºT), Johnson e Bedoya (Green PRO/INT); Dempsey
Gols: no primeiro tempo da prorrogação, Kevin De Bruyne, aos dois minutos, e Romelu Lukaku (B), aos 14; no segundo tempo da prorrogação, Julian Green (E) a um minuto

Cartões amarelos: Kompany (B); Cameron (E)
Arbitragem: Djamel Haimoudi, auxiliado por Redouane Achik e Abdelhak Etchiali
Público: 51.227 pessoas
Local: Arena Fonte Nova, Salvador
Postar um comentário