sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Dia da Criança : Poema de ALAERCIO FLOR

 Dia da Criança,Poesia para quem tem alma de Criança ainda.....

por ALAERCIO FLOR

Tentarei expor a criança que ainda teima em viver em mim
E há meio século é capaz de aprontar como um menino feliz....
Era e é uma criança de Fé,Esperança e Amor em  Deus Criador
É esta a criança que carrego na alma e no meu coração...

Das crianças do meu tempo e faz já cinco décadas pássadas
Quase não as reconheço mais tamanha as azáfamas diárias
Porém a minha criança, está eu jamais posso me esquecer:
Era eu um petiz cheio de estórias e imaginação fértil

Resultado dos livros e revistas infantis que tanto lia
E de leitor ousei achar que poderia ser um escritor
Logo passando a inventar as minhas estórias inocentes

Tempos bons aqueles em que ler ou soltar arraias belas
Davam-me um imenso prazer e saia caro a Mamãe
Que atendia meus apelos dependendo do comportar-se

Hoje, recordo aquela criança traquina e bem estudiosa
Pelo mérito escolhia onde estudar sem precisar pagar
Mas posso dizer que sem a Mãe que tive não seria EU....

Dedico estes versos meio tortos e escritos assim apressadamente às minhas três irmãs,que foram crianças bem melhores que eu em tudo, nos estudos e na vida pessoal e moral, boas e generosas irmãs
bem bonitas como aind são e que gostam mais de mim do que eu mereço: ALAISA,ANDREA e ANDRIANA.....Sem elas trabalhando e costurando junto com mimnha Mãe não teria nem me formado professor ou jornalista ou escritor de Diário Eletronico.
Postar um comentário