sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Poema da Hora Final por Alaércio Flor

A MORTE É...(.Poema da Hora Final)
por     Alaércio Flor

É a morte dura e fria ,dura realidade É
Morre-se a cada milésimo de segundo
Apenas  uma cousa não finda: o tempo...
Até as estrelas um dia hão de perecer

Tudo morre, tudo um dia findará...
E quando chegar a minha hora fatal
Não temerei o meu fim inexorável
Porque sei  que cumprirei minha sina

De cessar todos os sentidos da vida
E de voltar ao pó que me originou
Como o primeiro vivente adamico.

Meu último suspiro,minha última ação
Sem um testemunha de nenhuma alma
Irei ao encontro de mim mesmo...Morto.
Postar um comentário