sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Ruth, professora e leitora de Drummond, no ônibus José Bastos...Linda....cena....

A cena era poética....Vi, hoje,pela manhã quando vinha para casa à hora do almoço uma jovem leitora de Carlos Drummond de Andrade, que lia o poema Telegrama em voz melodiosa que atraiu minha atenção e de uma meninazinha que estava porxima ao nosso banco.Ela se chama Ruth e lhe enalteci a ação poetica de ler Drummond no ônibus.Era uma professora de Portugues que também gosta de ler Lima Barreto e ela comprara dois livros do citado escritor.É professora da Escola José Maria Moreira Campos, no Parque Santa Rosa...e lhe prometi levar os poemas de Drummond na voz do poeta.Será que a reencontrarei????Ela chorou quando leu o poema PARA SEMPRE,de Carlos Drummond de Andrade.
Postar um comentário